EMBRAER - Instituto Embraer

Blog Notícias


  • 30julho
    45 anos - Primeiro voo do Ipanema

    blog.jpg







    Os primeiros estudos para a fabricação do Ipanema, concebido para modernizar a agricultura brasileira, tiveram início no Departamento de Aeronaves (PAR) do Centro Técnico Aeroespacial (CTA) sob demanda do Ministério da Agricultura do Brasil.

    Com a criação da Embraer em 1969, parte dos projetos do CTA foram transferidos para a Empresa, que assumiu o desenvolvimento da aeronave agrícola, designada EMB 200 Ipanema.

    O primeiro protótipo do Ipanema – prefixo PP-ZIP, com hélice de passo fixo e motor Lycoming de 260 hp – voou pela primeira vez em 31 de julho de 1970, em São José dos Campos (SP).

    Após o sucesso do voo inaugural, dez exemplares da aeronave foram encomendados pela empresa Corsário de Aviação S.A. em março de 1971 e, em dezembro do mesmo ano, o EMB 200 foi certificado. A primeira entrega ocorreu no dia 11 de fevereiro de 1972. A partir de 1982, com a compra da Neiva pela Embraer, o Ipanema passou a ser produzido integralmente em Botucatu (SP).

    Em 2004, em consonância com o valor corporativo “Construímos um futuro sustentável”, a Embraer, de forma pioneira, introduziu uma importante inovação: o Ipanema se tornou a primeira aeronave produzida em série no mundo a sair de fábrica certificada para voar com etanol.

    Desde então, foram entregues 280 aeronaves dessa versão e outros 204 kits de conversão, os quais permitem transformar os aviões movidos a gasolina de aviação (Avgás) em aviões movidos a etanol, totalizando, assim, 484 aeronaves voando com o biocombustível.

    Em abril de 2015, foi apresentada uma evolução do Ipanema: o EMB 203, com dois metros a mais de envergadura de asa em relação ao modelo anterior e hopper com capacidade aumentada em 16%. O resultado foi um Ipanema ainda mais produtivo.

    Líder no mercado de aviação agrícola no Brasil, o Ipanema é o produto mais longevo da Embraer, com 43 anos de produção ininterrupta e mais de 1.360 unidades entregues. 

     

    É a Embraer integrando tradição e inovação no setor aeronáutico.

    Conheça as aeronaves da Embraer                                                                                                                                                   www.centrohistoricoembraer.com.br

  • 28julho
    Feijoada beneficente do Instituto Embraer. Participe!

    std_feijoada_webcard-06.jpg















    O Instituto Embraer realizará feijoada beneficente no dia 29 de agosto.

    Mais informações sobre local e pontos de venda em breve. 

    A venda dos ingressos será revertida para o Programa Fundo de Bolsas. Contamos com a sua participação! ​

  • 23julho
    Instituto Embraer lança edital de abertura de inscrições para Colégios Embraer em 2016

    colegio_blog.jpg








    O Instituto Embraer lançou hoje, 23/7, o edital de abertura de inscrições para o ano letivo 2016 dos Colégios Embraer. O Colégio Embraer Juarez Wanderley foi criado em 2002 em São José dos Campos e, em 2014, atingiu taxa superior a 80% de aprovação em universidades públicas. Em Botucatu, o Colégio Embraer Casimiro Montenegro Filho, criado em 2013, formará sua primeira turma neste ano.

    Os colégios, mantidos integralmente pelo Instituto Embraer, são voltados para o Ensino Médio e possuem 960 alunos egressos da rede pública de ensino, sendo 600 em São José dos Campos e 360 em Botucatu. O projeto pedagógico é um diferencial do ensino aplicado nos Colégios que inclui, entre outras iniciativas, o Programa de Preparação para a Universidade. O Programa prepara o aluno para o aprendizado na universidade e o exercício da profissão, além de apoiá-los na escolha da carreira.

    Edital

    O edital oficializa a abertura de 320 vagas, sendo 200 para São José dos Campos e 120 para Botucatu. Os alunos serão selecionados em concurso a ser realizado no dia 18 de outubro de 2015, cujo conteúdo abrange conteúdo das disciplinas do Ensino Fundamental.

    Para participar do processo seletivo, que será conduzido pela Fundação VUNESP, o aluno deve estar cursando em 2015 o 9º ano em escola da rede pública de ensino nas cidades de abrangência e atender a critério socioeconômico descrito detalhadamente no edital. Os jovens selecionados receberão bolsa integral de estudos, além de uniformes, materiais didáticos, alimentação e transporte. O resultado do concurso será divulgado no dia 20 de novembro de 2015.

    Leia o edital aqui ou acesse o site da Fundação Vunesp www.vunesp.com.br.

    Informações adicionais (11) 3874-6300.

  • 17julho
    18 de julho de 1990 - Primeiro voo do CBA 123 Vector

    CBABLOG2.jpg 









    Em 1986, Brasil e Argentina assinaram um amplo acordo de cooperação, envolvendo diversas áreas, dentre as quais a Aeronáutica.

    Fomentadas pelos governos nacionais e buscando atender as demandas do mercado de aviação comercial, em maio de 1987 a Embraer e a Fábrica Militar de Aviones da Argentina (FMA) estabeleceram parceria, com o objetivo de desenvolver e produzir um novo produto - o CBA 123 Vector. A sigla derivou do programa Cooperação Brasil-Argentina, sendo que o nome Vector foi eleito após um concurso internacional.

    Em 18 de julho de 1990, o CBA 123 voou pela primeira vez e o protótipo PT-ZVE apresentou um desempenho extraordinário. A apresentação oficial ocorreu no dia 30 do mesmo mês, em São José dos Campos, e contou com a presença de autoridades Militares, do Governo e do setor aeronáutico.

    O CBA 123 era uma aeronave moderna e robusta, que introduzia tecnologias de ponta em aviônica, aerodinâmica, conforto e propulsão, podendo ser considerada uma aeronave à frente do seu tempo. O avião praticamente não tinha competidores no mundo. Entretanto, o grande volume de investimentos necessários para sua certificação e capacitação para produção seriada se mostrou um obstáculo intransponível. A Embraer enfrentava um período difícil em decorrência da crise mundial no setor aeroespacial e também do esgotamento de seu modelo de gestão e financiamento como empresa estatal. A FMA também se encontrava em dificuldades financeiras por não ter orçamento próprio (era um departamento da Força Aérea Argentina), o que dificultava o repasse de verba para o projeto. Diante deste cenário, o programa foi interrompido em 1991.

    A Embraer enfrentou então um período de grandes desafios, cuja superação só teve início com a privatização, em dezembro de 1994, quando a Companhia viveu uma profunda transformação cultural e de gestão empresarial. Após a privatização, a Companhia alçou voos mais altos e muito do conhecimento obtido com o desenvolvimento do CBA 123 foi empregado em seu novo projeto: o jato regional ERJ-145, símbolo de uma nova Embraer, pautada pela gestão integrada de inteligência de mercado, projeto, produção e suporte pós-venda.

    Era a Embraer iniciando a sua jornada rumo a uma posição de destaque entre as principais indústrias mundiais do setor.​


    Clique aqui​ e conheça as aeronaves da Embraer.

  • 14julho
    Hospital Próvisão inaugura espaço, conheça o projeto “Ambiente-se”

    mg_8095.jpg
    (Rodrigo Roveri) 

    No dia 13 de julho, o hospital Provisão inaugurou o projeto "Ambiente-se". O espaço simula cômodos de uma residência com o objetivo de capacitar pessoas com deficiência visual a vivenciar as atividades de vida diária com autonomia.

    O projeto é um dos contemplados pelo Programa Parceria Social do Instituto Embraer.

    O Programa, que financia projetos que desenvolvem iniciativas inovadoras em educação, está com inscrições abertas até dia 27 de agosto.

    Clique aqui e leia a matéria na íntegra, feito pelo Meon.​

Sobre o blog

No blog de notícias do Instituto Embraer você poderá acompanhar as últimas informações sobre os projetos educacionais em andamento, eventos e prêmios. Participe e deixe o seu comentário.